Durante chamada ao vivo para o “Jornal Hoje”, a repórter Monalisa Perrone foi interrompida, de certa forma agredida por vândalos em frente ao Hospital Sírio-Libanês, onde o presidente Lula está internado.
Casos como esse estão cada vez mais comuns.
Resta saber até quando ira a paciencia dos seguranças da Globo.